Vanuatu encontra-se em estado de emergência depois da passagem da tempestade Pam, com rajadas a atingir 340 quilómetros por hora, acompanhadas por chuvas torrenciais, terem arrasado com o país do Pacífico Sul. Vinte e quatro pessoas morreram, mas o cenário é feito de escombros e devastação. As primeiras equipas de socorro começam a chegar. Estas são algumas das imagens que documentam o estado deste pequeno país.



Casas destruídas entre as árvores caídas em Port Vila, a capital de Vanuatu. Oito pessoas morreram na sequência desta tempestade.



Adrian Banga, um residente de Port Vila, em cima da sua casa destruída pelo ciclone Pam, que atingiu o pico de intensidade na sexta-feira à noite.



Vista aérea das casas destruídas pelo ciclone Pam em Port Vila. Os socorristas tiveram dificuldade em estabelecer contacto com as ilhas devastadas pelo ciclone. O arquipélago de Vanuatu tem mais de 80 ilhas e cerca de 275 mil habitantes. 




Uwen Garae, um residente de Port Vila, a capital de Vanuatu, observa o que resta da sua casa, agora sem teto. 



Um rapaz chamado Samuel brinca com uma bola enquanto o pai procura alguns bens entre as ruínas da sua casa, destruída pelo ciclone Pam.



Adrian Banga, um residente de Port Vila, em cima da sua casa destruída pelo ciclone Pam. Este ciclone destruiu grande parte das casas do arquipélago.



Um rapaz junto a árvores arrancadas pelo ciclone perto da sua casa. Os repórteres descreveram um cenário de completa destruição depois do ciclone Pam atravessar a região.



Residentes sentados sobre os escombros próximos de um hospital depois da passagem do ciclone.



Crianças em frente aos destroços numa rua junto às suas casas, após a passagem do ciclone Pam.



Residentes sentados do lado de fora das suas casas destruídas. 






Uma árvore de grande porte arrancada pelo ciclone Pam junto a uma prisão em Port Vila.



Dois homens junto aos escombros numa prisão destruída pelo ciclone.




Detritos numa rua próxima dos edifícios destruídos em Port Vila 



Barcos destruídos à entrada de Port Vila. As ondas atingiram os oito metros



Residentes de Port Vila junto a uma barreira improvisada para impedir as águas de entrar num parque de estacionamento.



Uma mulher com um bebé ao colo com outras crianças numa rua repleta de escombros em Port Vila. O ciclone Pam destruiu casas, barcos estradas e pontes.




 

Uma criança sentada em frente à sua casa rodeada pelos escombros. As primeiras equipas de ajuda chegaram a Vanuatu no domingo e encontraram devastação generalizada. As autoridades declararam estado de emergência.


Um homem sentado no exterior da sua casa afetada pela passagem do ciclone.

 

Um residente de Port Vila debruçado sobre os escombros. Os ventos do ciclone Pam sopraram a 300 km/h, derrubando prédios, destruindo barcos, estradas e pontes




 

O teto de uma barraca levado pelo vento ficou junto a uma estrada devido à força do ciclone.