O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, anunciou esta sexta-feira em Coimbra que a isenção de taxas moderadoras para os dadores de sangue vai ser alargada a todos os cuidados de saúde hospitalar do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Os dadores de sangue têm atualmente isenção de pagamento de taxas moderadoras relativas à prestação de cuidados de saúde primários do SNS (centros de saúde e unidades de saúde familiar).

Adalberto Campos Fernandes falava aos jornalistas durante uma visita que decorre durante o dia de hoje ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).


Dadores de sangue satisfeitos com regresso das isenções

O presidente da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue congratulou-se com a reposição da isenção do pagamento de taxas moderadoras nos hospitais para os dadores, hoje anunciada pelo ministro da Saúde.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue, Alberto Mota, disse que a Federação “nunca abandonou a luta” pela reposição da isenção do pagamento de taxas moderadoras hospitalares, a qual terminou em 2011.

A medida, prosseguiu Alberto Mota, fez com que em algumas zonas do país as dádivas baixassem “drasticamente”.

“Ficamos muito satisfeitos com o anúncio do ministro da Saúde e não podemos deixar de agradecer às associações e às centenas de milhares de dadores que fizeram com que não faltasse sangue no país”, adiantou.