O trabalho temporário vai ter um novo limite para as renovações dos contratos. Tudo aponta para que o máximo seja três renovações, noticia o Negócios.

O teto ainda está a ser acordado entre PS e o Bloco de Esquerda.

À imagem do que já acontece com os contratos a prazo, as empresas de trabalho temporário serão obrigadas a limitar a renovação dos contratos a três no total.

Este limite irá incidir, principalmente, em empresas como  call centers onde é flagrante a precariedade da situação dos trabalhadores.

Segundo a atual legislação, uma empresa de trabalho temporário pode manter ao serviço trabalhadores durante dois anos sem limite de contratos dentro desse período.

Além disso, os contratos podem mesmo ter a duração de quinze dias ou um mês e as renovações só se concretizam se os trabalhadores atingirem os objetivos de venda.