O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou que contratou especialistas da industria aeroespacial e da indústria de propulsão a jato, ligados à NASA, para o ajudarem a desenvolver o seu novo projeto do Laboratório de Conectividade. Utilizar satélites e drones para levar a internet ao mundo inteiro, mesmo às regiões sem acesso a comunicações.

A revelação foi feita pelo próprio na sua página de Facebook.

«Hoje estamos a partilhar algumas informações sobre o novo projeto do Laboratório de Conectividade do Facebook, que visa construir drones, satélites e raios laser capazes de levar a internet a todo o lado», afirma Zuckerberg.

A Internet.org que gere o Laboratório é uma coligação mundial de várias empresas, impulsionada pelo Facebook, que pretende «levar a rede» mesmo às regiões mais remotas. Mas Zuckerberg alerta que «ligar» o Mundo implica também inventar novas tecnologias.

A ideia é que drones, aviões não tripulados movidos a energia solar, com a ajuda de satélites em órbitra e recorrendo a raios laser, consigam aumentar a velocidade da rede/internet, transmitida pelos próprios drones.