A Apple atingiu um marco histórico, um dos mais difíceis de ultrapassar e que poucos conseguem atingir. A tecnológica de Cupertino, nos EUA, anunciou que as vendas do iPhone ultrapassaram a marca dos mil milhões de dispositivos, desde que a primeira versão foi lançada, no verão de 2007.

De acordo com o Business Insider, Tim Cook, presidente executivo da Apple, fez o anúncio na quarta-feira, num evento dedicado aos funcionários da empresa. O CEO descreveu o dispositivo como um elemento essencial na vida das pessoas e o mais importante e bem-sucedido produto na história.

"O iPhone tornou-se num dos mais importantes produtos na história, transformador do mundo e bem-sucedido. Tornou-se mais do que um companheiro constante. O iPhone é verdadeiramente uma parte essencial da nossa vida diária e permite muito daquilo que fazemos durante o dia", afirmou.

"Na última semana passámos mais uma grande meta quando vendemos mil milhões de iPhones", continuou Tim Cook.

O CEO explicou que a Apple “nunca se comprometeu a criar o máximo de produtos, mas sempre se propôs fazer os melhores produtos que façam a diferença".

“Obrigado a todos na Apple por ajudarem a mudar o mundo todos os dias", rematou.

Embora tenha sido lançado há nove anos, o iPhone aumentou o ritmo de vendas de forma significativa nos anos recentes. Dos quase mil milhões de aparelhos vendidos, cerca de metade deles foi comercializada nos últimos dois anos. Caso o produto mantenha o ritmo atual de vendas, espera-se que a meta dos dois mil milhões seja ultrapassada em 2020.