Depois das autoridades de Bruxelas pedirem aos cidadãos para não publicarem mensagens nas redes sociais que pudessem interferir com as operações policiais antiterroristas, os belgas estão a mostrar ao mundo que, mesmo sob ameaça, não perdem o sentido de humor. Como resposta, o Twitter tem sido inundado por fotos de gatos, nos últimos dias.

Bruxelas tem estado no mais alto nível de alerta, devido às ameaças terroristas. Escolas, transportes e serviços foram interditos. A situação fez com que os cidadãos se servissem as redes sociais para comentar o estado da nação, usando o hashtag #BrusselsLockdown.

Por isso, as autoridades pediram à população para evitar divulgar detalhes sobre as operações policiais.

 

E a resposta inesperada foi esta.

 

Centenas de gatos apareceram nas redes sociais, para noticiar o que estava a acontecer na cidade. Os cidadãos elegeram-nos como os novos guardiões de Bruxelas e não hesitaram a partilhar fotos das suas operações antiterroristas.

Animais com armas, gatos barricados, disfarçados, a estudar táticas militares ou, até, a auxiliar as autoridades, surgiram em diversos memes, criados para apelar ao sorriso e para aliviar a tensão vivida no fim-de-semana.
 

De acordo com o The Telegraph, durante uma conferência de imprensa, no domingo, a Polícia Federal absteve-se de comentar as fotos de gatos publicadas na Internet, mas agradeceu aos media e à população o respeito pelo pedido de discrição.
 

“Os serviços policiais insistem em agradecer aos meios de comunicação e aos utilizadores das redes sociais por terem tido em conta as operações em curso, ao falarem sobre elas”, declarou um porta-voz.


Na segunda-feira, a polícia agradeceu ainda com humor aos cidadãos, partilhando uma imagem com uma tigela de comida para gato e onde pode ler-se: “Para os gatos que ajudaram na noite passada… Sirvam-se”.