A necessidade de digitar um «pin» para desbloquear o telemóvel pode ter os dias contados. A Google, em parceria com a empresa chinesa VivaLnk, criaram uma tatuagem digital que desbloqueia os smartphones da linha «Moto X», quando entra em contacto com o aparelho.

A tecnologia vem sendo desenvolvida há algum tempo e já está patenteada. A Google acredita que vai ser um sucesso, já que um estudo mostra que cada pessoa demora em média 2,3 segundos para desbloquear o telemóvel, o que faz com que a maioria deixe os aparelhos sem código e, consequentemente, mais susceptíveis de ser alvo de furto de dados.

A tatuagem eletrónica combina «materiais flexíveis num dispositivo com sensor de RFID, para se comunicar com o Moto X», explicou o vice-presidente de Tecnologia da VivaLnk, Junfeng Mei, que o «Globo» cita.

O dispositivo dura até cinco dias e não sai com a água. Está disponível num pacote de dez unidades que custa cerca de sete euros.