logotipo tvi24

Imagens da influência da força gravitacional no planeta

Dados recolhidos por satélite vão ter várias aplicações, sendo as alterações climáticas um exemplo

Por: Redacção / VG    |   2010-06-29 11:14

O satélite Goce captou imagens em alta definição da influência da força da gravidade no globo terrestre. É uma das imagens mais requintadas que já se obtiveram da Terra, avança a BBC.

Os cientistas referem que os dados recolhidos vão ter numerosas aplicações, por exemplo, os estudos sobre as alterações climáticas, pois os investigadores vão conseguir perceber melhor como a grande massa de água do oceano está a transportar calor em redor do mundo.

O mapa permite reconhecer diferenças quase imperceptíveis na força gravitacional exercida pela massa do planeta, de um local para outro, a partir da montanha para as profundezas do oceano, por exemplo.

Dois meses de observação resultaram naquilo a que os cientistas chamam agora de geóide. «Toda a gente sabe o que é um nível em relação ao trabalho de construção e um geóide é um nível que se estende sobre toda a Terra», explicou o professor Rummel.

«Com o geóide, posso escolher dois pontos arbitrários do planeta e decidir qual deles está em cima e qual está em baixo», acrescentou.

O mapa define a horizontalidade, a superfície onde, em qualquer ponto, a força da gravidade é perpendicular.

Partilhar
EM BAIXO: Gravidade da terra em alta definição
Gravidade da terra em alta definição

Aprender a eliminar a depressão e o «stresse»
Neurocientista Joe Dispenza em Lisboa para falar sobre cérebro
Foguetão da SpaceX explode durante voo de teste
Empresa planeia rever detalhes do registo do voo a fim de perceber a origem do problema antes de realizar nova prova
«Anonymous» atacam Banco de Portugal e Novo banco
Piratas informáticos também invadiram os servidores do Ministério da Agricultura
EM MANCHETE
Carteiristas roubaram dois milhões de euros
PSP recebeu mais de 5700 queixas por furtos em Lisboa. Carris é o alvo preferencial dos criminosos
Portugueses gastam 509 euros com regresso às aulas
Orçamento Retificativo: Governo reúne-se na terça-feira