O avião movido a energia solar, “Solar impulse 2” descolou da China, na madrugada de domingo (19:40 de sábado em Lisboa em direção ao Havaí, para a fase mais perigosa da viagem que realiza à volta do mundo.

Nesta etapa, o piloto suíço, André Borschberg, estará seis dias e noites consecutivos sozinho aos comandos para atravessar o oceano Pacífico, até aterrar no Havai.

O “Solar impulse 2” descolou às 02:40 locais de domingo da cidade de Nanjing, no leste da China, onde se encontrava desde 21 de abril.