Um novo filtro do Snapchat que permite aos utilizadores se parecerem com Bob Marley está a gerar polémica. Tudo porque os internautas consideram a funcionalidade racista e desrespeitosa. 

O filtro, que desenha rastas e feições pejorativas das pessoas negras, foi lançado a 20 de abril, dia da contracultura, que celebra a canábis.

No Twitter, os internautas não criticam tanto o timing da novidade, mas sobretudo o facto de caricaturar os negros e de reduzir o falecido cantor de reggae a um estereótipo. Para alguns, foi uma "má ideia" do Snapchat.

Em comunicado, o Snapchat justifica que o filtro foi lançado em parceria com a Bob Marley Estate e “dá às pessoas uma nova forma de compartilhar sua apreciação por Bob Marley e sua música”.