O filho mais velho de Janell Burley Hofmann pediu um iPhone à mãe há cerca de um ano. Antes de aceder ao pedido do filho, Jane pediu a Gregory, de 13 anos, para assinar um contrato para poder ter um iPhone - gadget que exige responsabilidade e traz alguns riscos.

Gregory acabou por receber o iPhone pelo Natal, porque o merecia, como conta a mãe no seu blog e as regras que terá de cumprir servir-lhe-ão para a vida.

Conheça as regras

1. O telefone é meu. Fui eu que o comprei. Que o paguei. E empresto-to. Não sou genial?

2. Saberei sempre a palavra-chave.

3. Se toca, atende. Diz «olá». Sê educado. Atende sempre, sempre a chamada da mãe e do pai.

4. Entregarás sempre o telefone ao pai ou à mãe às 7h30 da manhã em dia de colégio e às 21 horas do fim-de-semana. Estará desligado durante a noite e voltará a ser ligado a ser ligado às 7h30 da manhã. Se não ligavas para o telefone fixo de alguém, porque os pais podem atender, tao pouco envies mensagens. Respeita as outras famílias como gostaríamos que fossemos respeitados.

5. Não levarás o iPhone para o colégio. Conversa e fala com as pessoas e com os teus amigos pessoalmente. Os meios-dias, as excursões e as atividades extracurriculares requerem considerações especiais.

6. Se o iPhone cair, estragar-se ou avariar-se, tu és o responsável. Por isso assumirás os custos de substituição ou reparação. Para isso, poupa o dinheiro do teu aniversário ou faz alguns trabalhos: corta a relva, faz de ama¿ se o iPhone se estragar, terás de estar preparado.

7. Não uses o iPhone para mentir, fazer brincadeira ou enganar outro ser humano. Não te envolvas em conversações que sejam danosas para outra pessoa. Sê um bom amigo.

8. Não envies mensagens, emails ou digas alguma coisa através do iPhone que não dirias em pessoa.

9. Não envies mensagens, emails ou dias alguém alguma coisa que não dirias em voz alta e em presença dos seus pais. Autocensura-te.

10. Nada de pornografia. Procura na internet a informação que partilharias abertamente comigo. Se tens dúvida sobre alguma coisa, pergunta a uma pessoa. De preferência ao teu pai ou a mim.

11. Desliga ou tira o som ao telemóvel quando estejas em lugares públicos. Especialmente em restaurantes, cinema ou enquanto falas com alguém. Não és uma pessoa mal-educada, não deixes que o iPhone mude isso.

12. Não envies nem recebas imagens íntimas tuas nem de outras pessoas. Não te rias. Um dia serás tentado a fazê-lo apesar da tua grande inteligência. É arriscado e pode arruinar a tua vida de adolescente, jovem e adulto. É sempre uma má ideia. O ciberespaço é mais poderoso que tu. E é difícil fazer que algo dessa magnitude desapareça, incluindo um má reputação.

13. Não faças milhões de fotos ou vídeos. Não há necessidade de documentar tudo. Vive as tuas experiencias. Ficarão armazenadas na tua memória para toda a eternidade.

14. Às vezes convém deixar o iPhone em casa. Sente-te seguro dessa decisão. Não é um ser vivo nem nenhuma extensão do teu corpo. Aprende a viver sem ele. Tens que vencer o medo de perder algo que está a acontecer e de estar sempre conectado.

15. Descarrega música que seja nova, ou clássica, ou diferente da que milhões de jovens como tu ouvem, sempre o mesmo. A tua geração tem um maior acesso do que qualquer outra da história. Aproveita esse dom. Expande os teus horizontes.

16. De vez em quando podes jogar jogos de palavras, puzzles e quebra-cabeças.

17. Mantem os teus olhos abertos. Observa o mundo que te rodeia. Olha pela janela. Ouve os pássaros. Fala com um desconhecido. Pergunta-te se é necessário ir procurar no Google.

18. Vais fazer asneira. Vou tirar-te o telefone. Vamos sentar-nos e falaremos sobre isso. Voltaremos a começar. Tu e eu estamos sempre a aprender. Somos uma equipa. Estamos juntos nisto.