A gigante Microsoft vai comprar a plataforma de contactos profissionais Linkedin por 23 mil milhões de euros. A combinação das duas grandes marcas dará origem à maior rede social para candidatos à procura de emprego e empresas à caça de talentos.

A gigante informática fundada por Bill Gates, o homem mais rico do mundo, vai pagar cerca de 173 euros por ação, transformando este negócio num dos maiores alguma vez feitos pela Microsoft.

Apesar da compra, a marca Linkedin e a rede social vão manter-se. A rede social continará a ser uma empresa separada e Jeff Weiner o seu presidente executivo. 

Conhecida como a rede social para quem procura contactos no mundo do trabalho, a plataforma junta profissionais e empresas. O LinkedIn tem 433 milhões de utilizadores em 200 países, só em Portugal há perto de dois milhões de pessoas registadas na rede social.