Cinco lagartos enviados para o Espaço para se reproduzirem regressaram mortos à Terra, informa a agência espacial russa. O satélite russo Foton-M4 regressou do Espaço na segunda-feira e nenhum dos répteis sobreviveu. Especialistas citados pelas agências russas de notícias dizem que os lagartos podem ter congelado até à morte depois de o sistema de aquecimento da cápsula espacial ter avariado.

Lançado a 19 de julho a partir da base de Baikonur, no Cazaquistão, o satélite Foton-M4 chegou a perder contacto com a agência espacial russa durante cerca de cinco dias, mas a comunicação foi normalizada no dia 29 de julho.

De acordo com a BBC News, os cientistas ainda não sabem se a perda de contacto com a cápsula espacial está relacionada com a morte dos animais. É possível que uma falha mecânica ou um choque com algum detrito espacial tenha afetado o sistema que tornava o ambiente habitável.

A missão tinha por objetivo estudar os efeitos da microgravidade sobre o organismo e o comportamento sexual dos lagartos: quatro fêmeas e um macho.

Quatro gerações de moscas da espécie Drosophila (mosca da fruta), além de cogumelos e algumas plantas também foram enviados para o Espaço. As moscas foram as que acabaram por ter mais sorte: não só sobreviveram, como conseguiram reproduzir-se.