Uma sonda da NASA está a aproximar-se de Plutão. A «New Horizons» está perto do destino, depois de uma viagem de cinco mil milhões de quilómetros, que demorou quase nove anos.

Descoberto em 1930, Plutão foi considerado o nono planeta do sistema solar com uma distância de, aproximadamente, 5,91 mil milhões de quilómetros em relação ao Sol. Em 2006, foi reclassificado assumindo o estatuto de «planeta anão» no cinturão de Kuiper – um grupo de objetos para além da região de planetas.

A sonda, lançada a 19 de Janeiro de 2006, passou 1873 dias – cerca de dois terços do seu tempo de voo – «hibernada». Os 18 períodos de hibernação permitem evitar a possibilidade de falhas no sistema e o desgaste de sistemas elétricos.

A 15 de janeiro a «New Horizons» iniciará as observações. O momento de maior proximidade com Plutão irá ocorrer a 14 de julho e permitirá que a sonda envie imagens com uma qualidade superior à do telescópio espacial Hube.

Um dos cientistas do projeto, Hal Weaver, do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkin, dos Estados Unidos, afirmou que agora sabe-se que Plutão é «realmente uma porta de entrada para uma região inteira de novos mundos no Cinturão de Kuiper e a "News Horizons" permitirá o primeiro olhar sobre eles».