O Facebook está a desenvolver um botão de "dislike", ou seja, de "não gosto" para classificar as publicações dos utilizadores. Uma revelação feita pelo próprio fundador da rede social, Mark Zuckerberg, numa sessão de perguntas e respostas da empresa. Depois de anos de especulações e vírus, desta vez é a sério. 

"As pessoas têm-se perguntado sobre o botão 'dislike' há muitos anos, e (...) hoje é um dia especial, porque hoje é o dia em que eu realmente posso dizer que estamos a trabalhar nele, e estamos muito perto de o testar"


Se o Facebook permite expressar a emoção de gostar de algo, também poderá ter o efeito contrário. As pessoas recorrem aos comentários quando querem mostrar desagrado em relação a algum texto, fotografia ou vídeo.

Até aqui a rede social tinha reticências em avançar com o botão "não gosto" porque não queria um sistema parecido com o Reddit, em que é possível votar de forma a promover um conteúdo. Mas, com o tempo, percebeu que essa não é a intenção das pessoas no Facebook. Querem apenas novas maneiras de se expressar as suas emoções.

"O quequerem é a habilidade de expressar empatia. Nem todos os momentos são um bom momento"


Exemplo claro disso é a atual crise de refugiados no Mediterrâneo, como o próprio Zuckerberg destacou. Ou quando as pessoas partilham momentos de dor nas suas vidas. "Gostar" não é propriamente o sentimento apropriado. 

O Facebook está assim a pensar na melhor forma de implementar o novo botão, para que não seja utilizado de forma a diminuir as publicações.