O presidente executivo da Altice, Michel Combes, anunciou esta terça-feira que até final do ano metade do país vai ter cobertura de tecnologia móvel 4G+ e que até meados de 2018 aumentará para 70%.

Michel Combes falava em Lisboa, numa conferência de imprensa na Web Summit, considerada o maior evento de tecnologias do mundo, e que conta com a parceria da Meo/Altice na disponibilização de 'wifi' [internet sem fios].

"Somos líderes de 4G [quarta geração móvel] no país e queremos estar na frente na próxima geração móvel, que é o 5G", disse Michel Combes.

"Pretendemos colocar Portugal na liderança europeia e preparar esta nova geração [5G]", acrescentou.

Entretanto, "estamos a impulsionar os limites do 4G+", afirmou o presidente executivo da Altice.

"Até final do ano vamos ter 50%" da cobertura do território português, que atingirá 70% em meados de 2018, acrescentou.

Por sua vez, a presidente executiva da Altice Portugal, Cláudia Goya, salientou que "o 4G+ já está a funcionar no Parque das Nações e no metro", por exemplo.

Michel Combes reiterou ainda a intenção de antecipar a cobertura de fibra do país em 2019.

Questionado sobre se vai lançar serviços financeiros em Portugal, tendo em conta que a Altice tem uma licença bancária europeia, Combes recordou que o grupo já tem "envolvimento neste tipo de áreas".

Esta "é uma nova área onde os 'players' de telecomunicações estão a começar a jogar", prosseguiu, acrescentando que os "serviços financeiros serão disponibilizados pelos operadores".

Nesse sentido, "estamos a trabalhar nisso", acrescentou.

Sobre Portugal, salientou: "Primeiros somos europeus, quando pensamos neste tipo de projetos pensamos na Europa".

O serviço vai arrancar primeiro em França, já no próximo ano.

"Queremos desenvolver [serviços bancários] em todo o lado. Queremos alavancar a tecnologia" e a proposta tem de ser "atrativa e com significado" para o consumidor, acrescentou.

Sobre a Web Summit, Michel Combes afirmou: "É a primeira vez que estou neste evento e estou entusiasmado".

Já Cláudia Goya sublinhou que Portugal "é esta semana o centro do mundo", apontando que o evento "impacta" a economia portuguesa e o turismo.

"Estamos comprometidos com este mega evento", disse, recordando que a cobertura da rede móvel Meo/PT foi aumentada para 65.000 dispositivos, mas "está preparada para o dobro desta capacidade", salientado que há 130 pessoas a trabalhar nesta área.

"Estivemos no ano passado [na Web Summit], estamos este ano e vamos continuar", salientou a gestora.

Cláudia Goya disse ainda que a Altice quer triplicar o número de 'startups' apoiadas no próximo ano e ajudar 50 a internacionalizarem-se.

A Altice concluiu a compra da PT Portugal/Meo em julho de 2015 e dois anos após esta operação fez uma proposta de aquisição do grupo Media Capital, dona da TVI, entre outros meios, que está neste momento nas 'mãos' da Autoridade da Concorrência.