O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta quarta-feira um sistema que liga automaticamente para os serviços de emergência em casos de acidente grave, cujo objetivo é salvar vidas, informou o PE.

A aprovação do sistema «eCall», que deverá estar operacional em todos os veículos ligeiros de passageiros e mercadorias a partir de outubro de 2015, decorreu da apresentação de uma proposta aprovada hoje pelo Parlamento Europeu, informou fonte oficial.

Esta tecnologia servirá para ligar para o 112, no caso de Portugal, para alertar os serviços de emergência, permitindo uma assistência mais rápida e contribuindo para reduzir o número de mortes e de ferimentos graves nas estradas.

Para o Parlamento Europeu, o «eCall» deve ser um serviço público gratuito e que possa ser usufruído por qualquer condutor em qualquer via europeia.

O Parlamento aprovou a aplicação deste sistema com 485 votos a favor, 151 contra e 32 abstenções.

Entretanto, os deputados europeus determinaram ainda que os fabricantes do sistema «eCall» devem assegurar que as viaturas equipadas com o sistema não estejam sujeitas a localização constante no estado de funcionamento pré-emergência do serviço.

De acordo com o aprovado hoje, o conjunto mínimo de dados a enviar pelo sistema «eCall» deve integrar apenas o modo de ativação, a classe do veículo, o tipo de combustível utilizado, a indicação da hora, a posição exata, o sentido da marcha e o número de cintos de segurança.

O Parlamento Europeu apoia a aplicação obrigatória daquele sistema a bordo de veículos até 2015, reconhecendo, porém, que a indústria irá necessitar de tempo para desenvolver e testar os sistemas.

Em 2012, 28 mil pessoas morreram de acidentes rodoviários na União Europeia e 1,5 milhões ficaram feridas.

Segundo estimativas, o «eCall» poderá acelerar o tempo de resposta dos serviços de emergência em 40% das zonas urbanas e em 50% das zonas rurais, possibilitando salvar até 2.500 pessoas por ano.