O inventor português Fernando Afonso ganhou três medalhas na 42.ª edição do salão internacional das invenções de Genebra, o mais importante no mundo, que termina este domingo.

Entre os 790 participantes e 1.000 inventos inéditos em competição, Fernando Afonso foi o único português a receber uma distinção. Assim, entre os três participantes portugueses, o inventor recebeu três medalhas, uma para cada invento apresentado.

A invenção Neo sweet light para a cura da icterícia nos recém-nascidos ganhou uma medalha de ouro na categoria médica. O aparelho Drop Counter para monitorizar as gotas dos dispensadores de soro por gravidade recebeu uma medalha de prata na categoria médica. O guarda-sol transparente Dermbee com proteção solar, que fez grande sucesso entre os visitantes, ganhou uma medalha de bronze na categoria saúde e paramédica.

«O reconhecimento por parte de um júri internacional é sempre reconfortante e encorajador para novos desafios. Fiquei muito satisfeito, pelas medalhas e sobretudo pela possibilidade de representar Portugal», declarou à Lusa o inventor Fernando Afonso, que participou simplesmente com o objetivo de apresentar produtos de utilidade pública.

Fernando Afonso disse que o júri destacou os seus inventos porque conseguiram «apresentar ideias com impacto surpreendente em matérias que ninguém estaria à espera (...) e os inventos foram considerados de utilidade pública emergente».

Fernando Afonso aproveitou para estabelecer contactos para comercializar os produtos.

«Penso que vai ser possível rentabilizar todo o esforço técnico e científico gastos até agora. Os trabalhos apresentados representam mais de quatro anos de investigação e desenvolvimento. Apesar do principal interesse ser a utilidade pública, é absolutamente necessário o reconhecimento dos projetos do ponto de vista de negócio, ou seja financeiro», sublinhou.

No regresso a Portugal, quer celebrar as medalhas obtidas e continuar a conceber invenções inovadoras.

Fernando Afonso está, atualmente, a trabalhar num projeto na área da medicina com relação ao cancro do rim, o qual deveria ser apresentado na próxima feira de Genebra, esperando também que as entidades portuguesas apoiam mais os inventores nacionais.

O Salão internacional das invenções de Genebra é o mais importante do mundo. Deste, saíram inventos que fazem parte do dia-a-dia de todos, como as almofadas de ar para os passageiros dos aviões, as braçadeiras anti-afogamento para crianças, scanners para controlar as mercadorias em carros, camiões e aviões ou sistemas de legendagem de óperas.