O iCalmDog é uma criação da Pesquisa e Desenvolvimento de Bioacústica (BARD) – resultado de uma parceria entre a pianista Julliard Lisa Spector e o engenheiro Joshua Leeds.

O iCalmDog surgiu depois de a pianista Lisa Spector ter participado numa conferência onde se abordava o efeito da música e dos sons no sistema nervoso humano, dirigida pelo engenheiro de som Joshua Leeds.

Ao tocar piano, Lisa Spector reparou que o seu cão ficava mais calmo, por isso decidiu entrar em contacto com Joshua, para saber se o engenheiro teria disponibilidade para testar o efeito da música em cães.

Spector aceitou o desafio e, juntamente com Leeds, realizou uma série de estudos nos últimos 11 anos. Acabaram por desenvolver um dispositivo com músicas que conseguem acalmar os animais.

Quando Joshua Leeds estudou o efeito dos sons e da música identificou três elementos primários que produzem o efeito desejado nos animais: timbre, tempo e padrão. Os cães e os gatos conseguem ouvir frequências mais altas que os humanos, por isso é importante que o timbre seja ajustado a isso.

Segundo a pesquisa, ritmos mais lentos acalmam os animais, ou como Leeds disse, criam «uma refeição auditiva muito simples.» Para manter as mentes dos animais idosos ativas, Leeds e Spector utilizaram a técnica inversa, acelerando os tempos de forma a serem estimulados.

Por último, os dois investigadores simplificaram a estrutura musical para facilitar o seu processamento. «Reorganizámos a música de modo que os padrões sejam muito fáceis de entender», disse Leeds à Mashable. «Se não se consegue encontrar um padrão, o cérebro continua à procura.»

Spector disse que escolheram a música clássica porque a pesquisa realizada determinou que era o género mais eficaz. Deborah Wells, especialista em comportamento de animais da Irlanda, também testou jazz, hip hop e heavy metal.

Como cada animal é diferente, Wells recomenda uma combinação de música e de formação para encontrar o melhor remédio para problemas de ansiedade do seu animal.

Leeds e Spector falaram sobre a sua colaboração, no dia 14 de outubro, no « Purina’s Better With Pets Summit», em Nova Iorque.