O Brasil vai ficar sem Whatsapp durante três dias. A decisão de bloquear a aplicação de mensagens foi tomada pelo juiz Marcel Montalvão, da Comarca de Lagarto, do estado de Serguipe, e será válida durante as próximas 72 horas. 

Segundo a Globo, as cinco operadoras de telecomunicações que atuam no país (TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel) já foram informadas sobre a medida e garantiram que vão cumprir a ordem judicial, para evitar uma multa diária de 500 mil reais (cerca de 124 mil euros). 

Este bloqueio surge porque o Facebook, dono do WhatsApp, não cumpriu com a decisão judicial de partilhar informações pertinentes para uma investigação criminal de tráfico de drogas, que resultou na prisão do vice-presidente do Facebook para a América Latina, Diego Dzodan.

Segundo a imprensa brasileira, existe uma organização criminosa na cidade de Lagarto e o não fornecimento das informações do Facebook está a dificultar o trabalho de investigação da polícia.

Esta não é a primeira vez que a aplicação é bloqueada no Brasil. Em dezembro, o Whatsapp foi bloqueado em todo o país por ordem do Tribunal de Justiça de São Paulo,  na sequência de um processo que decorria em segredo de justiça.