Facebook permite seguir pessoas sem ser amigo

Utilizadores podem seguir actualizações de pessoas que não conhecem. A exemplo do que acontece já no Twitter e Google+

Por:    |   15 de Setembro de 2011 às 11:15
Se tem uma conta no Facebook, mas está frequentemente a ser tentado pelo twitter e pelo Google+, o Facebook procura resolver rapidamente o seu problema e oferecer-lhe cada vez mais funcionalidades para que não seja tentado a olhar para outra rede social. Foi precisamente isso que aconteceu esta semana com a apresentação de uma nova função: a assinatura ou subscrição de perfis ou «follow» ou «seguir».

Certamente isto vai parecer-lhe ou soar-lhe familiar, pelo menos se conhecer o twitter e o Google+. Aliás, não é a primeira vez que o Facebook tenta «combater», por exemplo, o Google+, basta recordar que incorporou recentemente a opção de se poder seleccionar quais as pessoas que podem receber determinada actualização.

Esta nova funcionalidade permite assinar o perfil de um usuário no Facebook e assim poder receber as suas actualizações mesmo sem ser amigo dele. Existem três opções de assinatura: Todas as actualizações; A maioria das actualizações; e somente actualizações importantes, que são destaques como, por exemplo, um novo trabalho, filho ou uma mudança.

Esta nova função destina-se apenas a pessoas, as marcas não podem ter assinantes. Na prática significa que, a partir de agora, podemos saber as novidades de jornalistas, celebridades, figuras políticas e outras pessoas. Para isso basta clicar no botão Subscrever no perfil de alguém para receber as suas actualizações públicas no seu feed de notícias.

Mas nem todos os perfis têm este botão, e aqui fica salvaguardada a questão da privacidade. É que apenas pessoas que permitirem subscritores vão ter o botão Subscrever no seu perfil (recorde-se que também já podem escolher o que querem partilhar com o público e o que pretendem restringir apenas a amigos). Se o botão não existir, não poderá seguir as actualizações dessa pessoa.

Listas de amigos com alterações

A partir também desta semana, esta rede social vai começar a implantar o novo modelo das «Listas de Amigos». É semelhante aos «Círculos» do Google+ e separa de maneira personalizada os contactos do Facebook.

De acordo com a empresa, apesar de as listas existirem há vários anos, vão ser agora introduzidos alguns aperfeiçoamentos, precisamente a pedido dos utilizadores, que se queixavam da morosidade da organização

Estas listas, agora «inteligentes», são criadas automaticamente e mantêm-se actualizadas com base em informações em comum entre o perfil da pessoa e o dos amigos. Trabalho, escola, família e cidade virão pré-programadas, mas, caso o utilizador informe que frequentou determinada faculdade com alguns contactos, isso será transformado em lista.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: facebook
facebook

COMENTÁRIOS

PUB
41 buscas ao BES à procura de provas para 5 crimes

A Procuradoria-Geral da República divulgou hoje que as diligências que decorrem no âmbito de um processo-crime “do universo Espírito Santo” têm por base suspeitas de burla qualificada, abuso de confiança, falsificação de documentos, branqueamento e fraude fiscal. Buscas em casa de Salgado já terminaram, mas no BES ainda decorrem