"A capacidade de criar produtos culturais em contexto pedagógico, especialmente visível nos comentários críticos incluídos nos detalhes de cada uma das imagens, foi a motivação central deste projeto", explica a professora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e coordenadora do projeto, Maria Leonor Botelho.


"É motivo de grande satisfação vermos mais e mais instituições portuguesas a quererem participar em projetos com o Google Cultural Institute e a promover ‘online' as riquezas culturais portuguesas em Portugal e no mundo", destaca ainda a dirigente desta plataforma cultural, criada em 2011.