Rumores catastrofistas a circular na Internet levaram, esta sexta-feira, a agência espacial norte-americana (NASA) a desmentir que um asteroide gigante ameace colidir com a Terra e destruir o continente americano em setembro.

"Não há qualquer base científica, qualquer sombra de prova, que um asteróide ou qualquer outro objeto celeste arrisque entrar em colisão com a Terra nestas datas", declarou um responsável da NASA, Paul Chodas, citado pela agência France Presse (AFP).


Todos os asteróides conhecidos têm menos de 0,01% de probabilidades de entrar em colisão com a Terra (e de se tornarem, portanto, meteoritos) durante os próximos 100 anos, explicam os responsáveis do programa de deteção de cometas e asteroides da agência espacial, numa mensagem publicada hoje.

Segundo a AFP, vários blogs e sites de entretenimento espalharam o rumor de que no final de setembro, um asteróide iria colidir com a Terra, perto de Porto Rico.

"Se existisse um objeto grande o suficiente para causar tamanha destruição em setembro, já o teríamos observado", acrescentou Paul Chodas.