A revista francesa 60 Millions de Consommateurs analisou ampões e pensos higiénicos de várias marcas e sugere que existem resíduos “potencialmente tóxicos” nesses produtos.

Foram analisadas 11 marcas e cinco contaminantes, incluindo duas das mais vendidas em França (e que também são vendidas em Portugal), a O.B. e a Tampax, e quase metade dos tampões e pensos higiénicos analisados continham dioxinas e agro químicos.

A edição de março da revista, que pertence ao Instituto Nacional de Consumo, reconhece que os níveis detetados são baixos, mas apela à aplicação de medidas de controlo mais riogorosas.

Algumas daquelas substâncias são suscetíveis de provocar perturbações endócrinas, mas não há dados científicos que permitam avaliar ao certo os riscos para as mulheres.

Nalguns pensos higiénicos, foi ainda detetado glifosato que é um herbicida, relacionado com casos de cancro em zonas onde é muito usado.

A revista 60 Millions de Consommateurs diz que esta é "uma descoberta surpreendente" e alerta para uma maior transparência, apelando a que os produtos sejam etiquetados com os detalhes da composição.

 

Les tampons et serviettes périodiques sont-ils totalement sains ? Les résultats de notre test révèlent qu'ils peuvent contenir des substances indésirables.

Publicado por 60 millions de consommateurs em  Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2016