Um estudo realizado por investigadores da Universidade de Pádua, em Itália, concluiu que a maneira como as pessoas mexem no rato do computador pode revelar se elas estão ou não a mentir.

A pesquisa, publicada na revista online Plos One em maio, explica que é possível perceber se uma pessoa está a mentir ou não, tendo em conta a maneira como move o rato ao responder a perguntas num computador.  

Segundo a CNN, ao longo do estudo, em que participaram 60 alunos, foram usados sistemas informáticos em que algumas pessoas respondiam a perguntas de forma verdadeira e outras davam respostas falsas.

Ao longo da pesquisa, um algoritmo conseguiu identificar diferentes movimentos do rato quando as respostas eram verdadeiras ou falsas. Os que respondiam verdadeiramente iam diretos à resposta, enquanto os outros demoravam mais, e faziam um percurso mais longo com o rato, a responder.

"O nosso cérebro é construído para responder com sinceridade. Quando mentimos, geralmente, anulamos a primeira resposta e substituímo-la por uma resposta falsa", explicou Giuseppe Sartori, principal autor do estudo.

Com as conclusões deste estudo, Sartori acredita que esta análise tecnológica pode ajudar as autoridades a identificar terroristas, que entram em vários países com identidades falsas, e pedófilos, que criam contas falsas nas redes sociais, por exemplo.

O autor sublinhou que é necessário serem feitos mais estudos neste sentido. O próximo foco de estudo do próprio será analisar o comportamento das pessoas a escrever num teclado.