Fazer muito exercício físico e perder peso é um mito, de acordo com um artigo assinado por vários cardiologistas britânicos numa revista de medicina do desporto.

O exercício físico é benéfico, sem dúvida, os médicos reconhecem-lhe a importância na prevenção de doenças cardíacas ou de demência. Mas «não serve para perder peso».



«Nos últimos 30 anos, na medida em que a obesidade tem subido substancialmente, a mudança do paradigma da população ocidental ao fazer mais ginásio, traz poucas alterações», pelo que os especialistas «culpam o elevado número de calorias que são consumidas».

Por isso, o exercício físico «ajuda [a combater a obesidade], mas não é tudo, embora seja essa a mensagem que é feita passar» para o grande público.

Os autores do artigo que o «The Guardian» faz referência acusam a «indústria alimentar» de fomentar essa mensagem, através de táticas publicitárias. Um dos médicos,  Aseem Malhotra, dá o exemplo da Coca-Cola.