Projeto britânico EM Drive, uma unidade de propulsão eletromagnética, funciona e pode ser mais um passo para as viagens interplanetárias. Os cientistas confirmaram que o super foguete é rápido o suficiente para chegar à Lua em apenas quatro horas.

O EM Drive foi desenvolvido pelo engenheiro aeroespacial Roger Shawyer quase há 15 anos, mas foi ridicularizado na época como sendo cientificamente impossível.

De acordo com o The Telegraph, o foguete é movido também a energia solar, que permite com que o motor continue a trabalhar sem a necessidade de combustível.

Apesar de alguns cientistas estarem reticentes em relação ao novo engenho, a NASA confirmou acreditar no funcionamento do EM Drive que, segundo os investigadores britânicos, consegue chegar a Marte em 70 dias, e a Plutão em 18 meses.

“Se for verdade, revolucionará certamente as viagens espaciais”, declarou Martin Tajmar, físico e professor em Sistemas Espaciais na Universidade Técnica de Dresden, na Alemanha.


Roger Shawyer, autor do EM Drive, prometeu ainda publicar, dentro de poucos meses, novos resultados que confirmam o funcionamento do foguete e, também, como este opera realmente.