Um doente com cancro que procurou online apoio sobre doença foi surpreendido com anúncios de agências funerárias no Facebook.
 
Daniel Kapp tem 46 anos e foi diagnosticado com cancro da próstata no último mês. Na procura de mais informação sobre a doença recorreu à internet. No dia seguinte acabou por ser surpreendido por vários anúncios «insensíveis» na página de Facebook, que não conseguia remover.
 
 Os anúncios mostravam um casal de idosos com a frase: «Nós estamos aqui para ajudar».
 
«Fiquei sem chão ao ver aquilo no meu écran», disse Daniel Kapp, que é consultor na Austria. «É completamente insensível. E cada vez que tentei apagar aparecia outra vez», disse.
 
O consultou enviou um tweet para demonstrar o descontentamento.
   

«Eu acho que é sem gosto e escandaloso. Mas parece que qualquer pessoa que procure no Google informação sobre cancro ou esperança de vida pode esperar encontrar anúncios inapropriados nas redes sociais», disse à imprensa local.

 
As agências funerárias locais, contactadas pela imprensa, asseguraram que estavam chocados e que asseguraram que algo assim «não devia de acontecer».
 
O Facebook avisa os utilizadores que utiliza «cookies», mas garante que é possível remover os anúncios. Contactada sobre este caso particular, a empresa ainda não deu esclarecimentos.