O operador de serviço de mensagens para smartphones Line vai proporcionar no final do ano um novo sistema de comércio eletrónico no Japão, destinado a competir com gigantes como a Amazon, Yahoo ou Rakuten, revelou a imprensa nipónica.

A Line, subsidiária do grupo sul-coreano Naver, pretende deste modo obter um maior rendimento económico dos 52 milhões de utilizadores japoneses que utilizam já a aplicação gratuita de mensagens.

Num plano de longo prazo, o objetivo é alargar o sistema de vendas online a todo o mundo onde a Line tem mais de 480 milhões de utilizadores e se aproxima do seu rival nas mensagens, o Whatsapp, que tem 500 milhões de utilizadores ativos.