Uma equipa internacional de cientistas da Academia Chinesa de Ciências, que integra o paleontólogo brasileiro Alexander Kellner, anunciou hoje a descoberta de um fóssil de uma nova espécie de pterossauros, que correspondem aos répteis voadores do período Mesozóico.

Segundo a equipa, o fóssil e cinco ovos foram descobertos na Região Autónoma Uigur do Xinjiang e remonta, na escala de tempo geológico, ao Cretáceo, período da era Mesozóica, que está compreendido entre 251 milhões e 65,5 milhões de anos atrás.

«A maioria dos fósseis são relativamente intactos e isso é positivo para a montagem de um esqueleto de pterossauro completo», disse Wang Xiaolin, pesquisador da Academia Chinesa de Ciências.