O Instituto de Pesquisa Espacial do Brasil (INPE) anunciou hoje que uma falha no lançamento, na China, do satélite sino-brasileiro de observação remota "CBERS-3", impediu que o aparelho fosse colocado na órbita prevista.

«Às 11:26 em Pequim (03:26 em Lisboa), hoje, o satélite "CBERS-3", desenvolvido pelo Brasil e pela China foi lançado (...) Mas uma falha no funcionamento do veículo propulsor, durante o voo, impediu que o satélite fosse colocado na órbita prevista», de acordo com um comunicado do INPE.

«Avaliações preliminares sugerem que o "CBERS-3" regressou ao planeta», precisa o INPE.