Alguém terá tentado atacar os computadores da Casa Branca, adianta um funcionário citado pela Reuters. Terá sido detetada uma «atividade cibernética suspeita» e já foram tomadas medidas para a enfrentar, adiantou um funcionário da Casa Branca, esta terça-feira, sob anonimato.

 

Citado pela Reuters, o funcionário não foi muito específico no tipo de «atividade suspeita» em causa, nem quem terá sido responsável por ela. Disse apenas que visou uma rede de computadores não classificados de colaboradores do escritório presidencial.

 

«No decurso de uma avaliação de ameaças recentes, foram identificadas atividades preocupantes numa rede não classificada. Qualquer atividade é algo que levamos muito a sério. Neste caso, tomámos medidas imediatas para avaliar e mitigar essa atividade», disse.

 

«Algumas das nossas ações resultaram em interrupções temporárias e perda de conectividade para alguns utilizadores», acrescentou.