O novo Apple Watch continua a suscitar muitas dúvidas a quem o pretende adquirir. O relógio vai fazer chamadas? Vou conseguir enviar mensagens através dele sem ter de recorrer ao iPhone? 

Antes de mais, o Apple Watch que ser um aparelho  mais prático . Ao invés de ter de tirar o telemóvel do bolso ou da mala, desbloquear o ecrã e carregar no botão do correio para ler um e-mail, como faz no iPhone, o iWatch permite-lhe que com apenas um movimento com o pulso e o email seja lido automaticamente. Para além de que há a possibilidade de não se aperceber que recebeu algo no iPhone ou de ter deixado o aparelho a carregar.



O tempo diminuto e a grande quantidade de informações é uma das principais características deste aparelho. Basta olhar para o relógio para obter uma série de informações através das imagens, que a empresa chamou de «Glances». Através delas conseguimos ver por exemplo o nível de bateria, o próximo compromisso na agenda, mapas e as suas aplicações favoritas.

Sendo que as preferências variam de pessoa para pessoa, o Apple Watch tem  10 modelos diferentes desde o analógico (que apresenta não só vários fusos horários, como as fases da lua) ao relógio digital. Todos eles são personalizáveis, oferecendo a possibilidade de mudar a cor da bracelete até aos ponteiros.



Para conseguir acender o ecrã do novo relógio da Apple, basta um movimento suave com o pulso. Depois disso conseguirá ver a notificação durante o tempo que precisa, podendo alterar o tempo sempre que quiser.

Configurar e personalizar a primeira vez qualquer aparelho pode levar algum tempo e ser um transtorno e nem sempre conseguimos fazer todos os passos. Por essas razões, a Apple oferece uma sessão de iniciação gratuita, que pode ser feito por si ou com um funcionário da multinacional. Apenas tem de escolher o iPhone ao qual quer emparelhar o relógio e de imediato todos os dados «voam» de um aparelho para o outro.

Quando em 2007 a Apple criou o iPhone introduziu uma das funções mais atraente e operacionais, que foi depois copiada por outras empresas, o «pich-to-zoom». A técnica consiste em conseguir ampliar o ecrã para o tamanho que se deseja através do uso de dois dedos. Contudo, esse recurso não era adequado para uma tela tão pequena e, por isso, a empresa criou o «Crown Digital» uma ferramenta que está no lado direito do relógio que ao rodar permite aumentar tudo o que está na tela.

 
O iWatch permite ainda receber mensagens que pode responder ou ignorar. Se escolher a opção de reposta pode responder com um emoji ou optar uma das três mensagens propostas pela algoritmo inteligente da Apple. Por exemplo, se receber uma mensagem a dizer: «Queres jantar hoje ou amanhã?», irão ser sugeridas as mensagens «O jantar é esta noite?», «O jantar é amanhã?» ou «Não sei».

No que toca às chamadas, embora seja um pouco cansativo para chamadas de longa duração, a funcionalida é bastante útil para quem está com pressa.

Diminuir o sedentarismo

Tim Cook, diretor executivo da Apple, referiu numa conferência sobre a empresa que um dos objetivos do relógio é 
diminuir o sedentarismo  e portanto, um dos seus componentes é o sensor de movimento e o sensor de frequência cardíaca. Ambos calculam a intensidade e o tempo do exercício e se não houver movimentos durante 50 minutos, o relógio avisa o utilizador que tem de se mover, no mínimo um minuto.



Quanto à segurança, cada vez que pretender tirar o relógio do pulso e antes de o utilizar é necessário que introduza um código de acesso.

Um dos grandes destaques do Apple Watch são os mapas que fazem com que «nunca se sinta perdido». Para aceder a outras aplicações basta aceder à loja Apple e descarregar.

Com todas estas funcionalidades seria de esperar que a bateria o Apple Watch durasse pouco tempo, mas na verdade o relógio dura cerca de um dia, o tempo habitual do iPhone. Para funcionar o aparelho tem de estar conectado a um iPhone e isso faz com que ambas as baterias se vão descarregando, apesar do telemóvel não descarregar tão rapidamente como habitual.

A caixa do relógio tem dois tamanhos, 38 ou 42 milímetros e três versões: Apple Watch Sport, Apple Watch e Apple Watch Edition. O modelo Apple Watch Sport é o que tem um preço mais acessível, 413 euros, enquanto que o Apple Watch tem um preço mínimo de 659 euros. Quanto ao Apple Watch Edition que é banhado a ouro de 18 quilates, os preços oscilam entre 11 mil e 18 mil euros. Seja qual for a escolha, todos têm o mesmo processador, memória e armazenamento.