Uma equipa científica da Argentina anunciou no sábado a descoberta de uma jazida de fósseis do período jurássico, com 160 a 140 milhões de anos, que se estende por 60 mil quilómetros na Patagónia.

Não existe outro local no mundo do tempo do jurássico com esta quantidade de fósseis e com uma tal diversidade", disse Juan García Massini, responsável pela equipa científica, citado pela AFP.

O local foi encontrado há quatro anos pela equipa de cientistas e a sua descoberta foi revelada esta semana na sequência da publicação de um relatório na revista especializada "Ameghiniana", da Associação Argentina de Paleontologia.

Os fósseis estão à superfície devido à erosão e, de acordo com o investigador, é possível ver como era a vegetação ou os vermes.

Por ter uma grande diversidade de micro e macro-organismos, pode abrir portas a novas descobertas, acreditam os cientistas.

(foto arquivo)