Uma mãe nos EUA, que foi espreitar a página de Facebook do filho, descobriu um conluio para o matarem fora da escola. A mulher leu na rede social «ameaças específicas» de dois adolescentes, que diziam que estavam a dirigir-se para a escola para o matarem.

De acordo com a Sky News, a mulher alertou a direção da escola onde o filho andava, a West High School, em Salt Lake City, no Utah, e a polícia encontrou os dois rapazes sentados num carro perto da escola.

Dentro do carro, as autoridades encontraram uma arma carregada, juntamente com marijuana e uma grande quantidade de dinheiro.

«Ele estavam a ameaçá-lo através do Facebook - ameaças bastante credíveis», afirmou o detetive Greg Wilking a um canal local de televisão. «Quando eles colocam posts numa rede social e, em seguida, eles estão, de verdade, onde disseram que iam estar e têm uma arma, eu diria que é uma ameaça bastante credível», reiterou.

A polícia também afirmou que havia fotos postadas no Instagram pelo mesmo par de adolescentes, «envolvendo uma arma».

As autoridades estão a averiguar se as ameaças estão relacionadas com uma disputa entre gangues, e se estão ligadas a um tiroteio da semana passada.

Os dois suspeitos, com 16 e 17 anos, não podem ser identificados por serem menores.