Mais de metade da população mundial vai ter acesso à rede da Internet até 2017, mais 10 pontos percentuais que os utilizadores atuais, indicam estimativas da Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Um relatório divulgado durante 10.º encontro da Comissão de Banda Larga, que se realizou no fim de semana, indica que o número de utilizadores da Internet no mundo deverá passar de 2,3 mil milhões para 2,9 mil milhões até ao final deste ano.

A UNESCO assinala que, até ao final do ano, a subscrição de telemóveis e Internet, a nível mundial, deverá ser de 2,6 mil milhões, contra 1.9 mil milhões de assinaturas feitas em 2013.