Tem o tamanho de um smartphone, mas não é um telemóvel. Solu é o PC mais pequeno do mundo e promete revolucionar a forma como as pessoas usam os computadores, e a um preço bastante mais acessível.

O computador, desenvolvido por uma companhia finlandesa, foi desenhado para caber num bolso, rivalizar com a Apple e a Microsoft e é ainda mais barato do que um iPhone.

Solu foi lançado Kickstarter, a 349 euros, mas só deve estar disponível no mercado em 2016.

O pequeno PC quadrado, tem apenas 10 centímetros e é revestido de madeira, não deixando adivinhar à primeira vista as suas funcionalidades, que aliam tecnologia de ponta a um design característico. O computador tem um processador de 2.3GHz, uma bateria e a capacidade de ser ligado à Internet por wi-fi. O utilizador pode ainda acrescentar-lhe um ecrã ou um teclado e usar uma ligação USB para ligá-lo a qualquer outro dispositivo.
 

“O hardware do dispositivo é de alta qualidade. Estamos a falar de um ecrã de alta definição, estamos a falar de bateria, estamos a falar de um bom CPU e GPU. Mas a razão para as pessoas estarem tão entusiasmadas com ele é porque é o primeiro computador que permite partilhar ficheiros sem complicações. Com o Solu, não é preciso instalar aplicações, nem preocupar-se com o espaço na memória ou cópias de segurança. Não é preciso preocupar-se com nada”, explicou Kristoffer Lawson, o CEO da Solu, à Reuters.


De acordo com os criadores do dispositivo, o sistema revolucionário da Solu foi especificamente criado para a era da cloud. O computador permite partilhar e armazenar ficheiros numa nuvem da Solu, que não precisa de instalações ou atualizações. Segundo a empresa, todos os dados são encriptados, para assegurar a privacidade dos utilizadores.

O sistema da Solu não se assemelha a nenhum outro disponível no mercado. Não tem menus nem windows. O sistema é baseado na partilha através da Internet, clicando ruma rede de “nós” que se apresentam como “círculos” no ecrã.

Para além disto, o Solu vai ter um sistema de subscrição mensal, que permite aceder a qualquer app. Isto significa que, pela primeira vez, os criadores de uma aplicação vão receber dinheiro pelo uso das suas invenções.