O Youtube deixou, esta segunda-feira, de transmitir videoclips fornecidos pelas editoras britânicas. Após negociações falhadas com a «PSR for Music», representante dos autores do Reino Unido, o popular site de Google bloqueou a difusão dos vídeos por entender que o preço pedido pela «PSR» para obter a licença é exagerado, noticia a EFE.

Patrick Walker, director da divisão do Youtube para a Europa, Médio Oriente e África afirma que valorizam a criatividade dos compositores e trabalham «arduamente para que recebam um lucro significativo pela transmissão dos seus trabalhos pela Internet, mas a «PRS» pede uma quantidade muito acima do antigo acordo, o que não podemos permitir».

Steve Porter chefe-executivo da «PSR for Music» declarou que a associação está «indignada e decepcionada» e acrescenta que esta «acção drástica só prejudica os consumidores e os compositores que representamos».

Os vídeos estão suspensos desde a meia-noite de segunda-feira, mas os responsáveis pelo Youtube afirmam que esta é uma medida temporária e que vão continuar a trabalhar para chegar a um acordo «aceitável».

Entretanto esta é uma medida que só afecta os videoclips fornecidos pelas editoras. Todos os vídeos fornecidos pelos utilizadores continuam disponíveis.