O Banco Central Europeu deve descer esta quinta-feira a taxa de juro de referência da Zona Euro para o nível mais baixo de sempre. É esta a convicção do mercado.

Segundo as previsões da maioria dos economistas, o corte efectuado deve ser de 50 pontos base, mas há quem acredite que a descida pode ser ainda maior e chegar aos 100 pontos base. Um corte que se deve à crise económica cada vez mais difícil.

Corte dos juros alivia crédito mas prejudica poupança

Esta será a quinta vez, desde Outubro, que o BCE desce o preço do dinheiro. Recorde-se que actualmente a taxa de juro da Zona Euro encontra-se nos 2% e o mais certo é cair esta quinta-feira para 1,5%. Jean Claude Trichet, presidente da instituição, deve ainda anunciar, na reunião de hoje, um corte das previsões económicas de crescimento e inflação.

Além disso, os economistas acreditam que o corte de taxas não deverá terminar em Março e aguardam que Jean-Claude Trichet deixe em aberto uma nova descida. A grande maioria das casas de investimento estima que o BCE coloque a taxa de juro em 1%, até Maio.

Recorde-se que os últimos números, avançados em Dezembro, perspectivavam uma queda de 0,5% do PIB, em 2009, e uma descida da inflação para 1,4%.

A taxa de inflação da Zona Euro subiu em Fevereiro para 1,2%, próximo do mínimo de 14 meses, e abaixo do objectivo de longo prazo dos 2%.