O movimento no Aeroporto da Madeira está condicionado devido sobretudo à fraca visibilidade e ventos, tendo sido canceladas seis ligações e um voo divergiu para o Porto Santo, disse à Lusa fonte daquela infraestrutura aeroportuária.

“Não é tanto o vento, é mais o problema da visibilidade” que está a afetar as aterragens e descolagens na Madeira, adiantou a mesma fonte, acrescentando que foram canceladas as chegadas de um voo da TAP proveniente de Lisboa e dois da Easyjet, oriundos de Gatwick e de Manchester (Reino Unido).

O avião da transportadora nacional que devia ter aterrado às 18:40 “divergiu para a ilha do Porto Santo”.

Estas condições atmosféricas também impediram a aeronave da Aerovip, que assegura as ligações entre as ilhas do arquipélago da Madeira, de “descolar do Porto Santo, onde aguarda uma melhoria das condições do tempo”, adiantou.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje o arquipélago da Madeira está sob 'Aviso Amarelo' devido às previsões de vento, chuva e agitação marítima forte.