A Polícia Judiciária deteve na terça-feira um homem de 60 anos, em Viseu, suspeito de abuso sexual de duas crianças que por vezes pernoitavam em sua casa, informou hoje a Diretoria do Centro.

Os abusos terão ocorrido desde 2013 e as vítimas têm atualmente 11 e 14 anos.

O alegado abusador é casado e dono de uma pequena empresa de retalho perto da cidade de Viseu, sendo que se disponibilizava para "tomar conta das duas crianças quando os pais estavam a trabalhar", disse à agência Lusa fonte da PJ.

Os pais das vítimas, de famílias diferentes, tinham "uma relação de confiança" com o empresário, que morava perto das suas casas.

Por vezes, as crianças pernoitavam na casa dele, tal era o grau de confiança", referiu a fonte da PJ, explicando que os abusos decorriam nos momentos em que o suspeito tomava conta das vítimas.

O homem "pedia às vítimas para não contarem nada", sendo que foi a criança mais nova a revelar os abusos aos pais, que denunciaram a situação.

No decorrer da investigação, apurou-se que havia outra menina que frequentava a casa com regularidade", contou a mesma fonte.

O indivíduo foi detido na terça-feira e presente a tribunal na quinta-feira, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.