A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira a detenção de um homem, de 57 anos, pela presumível «prática reiterada» de vários crimes de abuso sexual de uma criança, nos arredores de Coimbra.

À data dos abusos, em 2012, o homem vivia com a mãe da vítima, uma menina de 12 anos, cujo silêncio assegurava «com contrapartida de guloseimas, carregamentos de telemóvel e revistas», entre outras ofertas que lhe fazia, disse à agência Lusa uma fonte policial.

«A mãe acabou por confrontar a filha e o companheiro, mas este fugiu para um país da Europa onde já tinha vivido», adiantou.

O presumível autor dos abusos «regressou há dias a Portugal» e foi detido na segunda-feira.

Divorciado, desempregado e sem antecedentes criminais, foi apresentado em tribunal na quarta-feira, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coação de «proibição de contactos com a vítima e de apresentações periódicas às autoridades», segundo um comunicado da PJ.