A 14ª edição da lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, da qual se sabe ter sido excluído o único representante português, é anunciada na segunda-feira em Londres, esperando-se várias novas entradas para a elite da gastronomia.

Após três anos no top 50, o restaurante dirigido pelo chef austríaco Dieter Koschina, em Albufeira, foi despromovido do 22º para 98º lugar, mantendo-se mesmo assim na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo, divulgada na semana passada.

O Vila Joya não foi o único restaurante a cair na classificação: o detentor de três estrelas Michelin The Fat Duck, de Heston Blumenthal, que em 2005 foi o primeiro da lista e conseguiu manter-se durante uma década entre os 50 melhores, tombou para a 73ª posição.

Outras regressões inesperadas foram as do nova-iorquino Daniel, de Daniel Mouloud, que desceu de 40º para 80º, o parisiense L'Atelier de Joël Rebuchon caiu de 35º para 63º e o basco Martin Berasategui, também detentor de três estrelas Michelin, abateu de 31º para 63º lugar.

No sentido inverso, o lisboeta Belcanto, do português José Avillez, foi uma das 11 estreias na lista dos 100 melhores restaurantes do mundo, onde passou a ocupar o 91º lugar.

As despromoções deverão abrir espaço à entrada de novos membros na elite do top 50, nomeadamente do popular Chiltern Firehouse, em Londres, cuja cozinha é comandada pelo português Nuno Mendes desde a abertura, no ano passado.

Parte da expetativa da noite será saber qual será coroado o melhor restaurante do mundo, prémio atribuído no ano passado ao dinamarquês Noma, vencedor quatro vezes nos últimos cinco anos.

A lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo foi criada em 2002 e é organizada pela revista especializada Restaurant.

O evento pretende celebrar a excelência gastronómica e as novas tendências culinárias internacionais.

A lista é criada a partir dos votos de um grupo de quase 1.000 líderes internacionais da indústria da restauração, como críticos, escritores, chefs, gastrónomos e proprietários de restaurantes, divididos por 27 regiões.