A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira anunciou esta sexta-feira que voltou a ligar os sistemas de rega e as fontes ornamentais, que tinham desligado há duas semanas como medida preventiva à propagação do surto de legionella.

No dia 09 de novembro, dois dias depois de ter sido detetado o surto, a Câmara de Vila Franca decidiu encerrar todos os equipamentos desportivos das freguesias de Vialonga e da Póvoa de Santa Iria/Forte da Casa, assim como desligar todos os sistemas de rega e fontes ornamentais.

Na segunda-feira, a autarquia decidiu reabrir os equipamentos desportivos e hoje, em comunicado, informa que decidiu suspender as medidas preventivas que ainda se mantinham, voltando a colocar em funcionamento os sistemas de rega por aspersão e as fontes ornamentais.

Na mesma nota, a Câmara de Vila Franca reitera a disponibilidade para prestar apoio jurídico às famílias que foram afetadas pelo surto, atitude que já tinha sido demonstrada pelas duas juntas de freguesia mais afetadas.

O surto de legionella, detetado no dia 07 deste mês em duas freguesias de Vila Franca de Xira, já infetou 336 pessoas e originou a morte de 10.

Esta sexta-feira, o ministro da Saúde, Paulo Macedo, declarou extinto o surto de legionella, sublinhando que os resultados laboratoriais apontam para uma relação entre as bactérias encontradas numa torre de refrigeração da empresa Adubos de Portugal e as recolhidas para análise de doentes.