A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção e prisão preventiva de um homem suspeito de abuso sexual de uma menina, sua «familiar e vizinha», durante «nove anos», desde que a criança tinha seis anos.

«O detido começou a molestar sexualmente a ofendida, então com apenas seis anos de idade, sempre que esta se deslocava à sua residência» e os abusos prolongaram-se «ao longo de nove anos», diz a PJ em comunicado enviado à Lusa.

O suspeito «pela presumível prática de vários crimes de abuso sexual de uma criança», agora com 15 anos, «foi presente a primeiro interrogatório judicial tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva», escreve-se na nota de imprensa.

De acordo com a PJ, os crimes ocorreram em Gaia e o homem de 51 anos, reformado, era «familiar e vizinho» da vítima, acrescenta a PJ, que realizou a operação através da sua Diretoria do Norte.