À TVI foram chegando imagens que registam as fortes chuvas e o granizo que caiu ao longo de várias horas. Em todo o país, a altura mais complicada viveu-se durante a madrugada.

Num vídeo enviado por um telespectador da Maia, podemos ver e ouvir a chuva intensa e a muita queda de granizo que caiu durante a madrugada e que espelha o mau tempo que se fez sentir por todo o país.

As fortes rajadas de vento também foram responsáveis pelos muitos estragos causados ao longo da noite. Nas imagens, os painéis solares de uma casa não resistiram e acabaram por danificar um automóvel.

Em várias zonas do país, sobretudo no litoral, as cheias e as inundações são outra das consequências da forte queda de água: há ruas e casas completamente alagadas, causando até desalojados.

Na costa, grande agitação marítima. No Furadouro, por exemplo, o mar galgou a estrada, acabando por deixar condicionar a marginal.

Os bombeiros sapadores do Porto e de Vila Nova de Gaia registavam hoje, entre as 08:00 e as 16:00, perto de 40 ocorrências, tendo um carro sido destruído por uma árvore de grande porte.

Segundo os Sapadores Bombeiros do Porto, desde as 08:00 verificaram-se 19 saídas, duas mais do que no período entre as 20:00 de sexta-feira e a manhã de hoje, quando, pouco depois das 07:00, uma árvore, no Largo da Lapa, destruiu um carro que se encontrava estacionado, sem pessoas no interior.

Já em Gaia, fonte da corporação de bombeiros disse à Lusa que a maior parte das 20 ocorrências registadas desde as 08:00 estavam relacionadas com «fachadas de metal, coberturas e corte de árvores», alertando para o facto de, na praia entre Canidelo e Salgueiros, «o mar estar a galgar a estrada», tendo as autoridades sido avisadas do sucedido.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma ligeira melhoria do estado do tempo a partir da tarde de hoje e até segunda-feira, quando a chuva e o vento fortes vão regressar.

«A partir do início da tarde, há uma tendência para melhorar. A precipitação já não vai ser tão intensa e o vento também vai diminuir de intensidade», disse à Lusa o meteorologista Ricardo Tavares.

No domingo, o estado do tempo deverá manter-se com chuva e vento mais fracos, mas para segunda-feira prevê-se «chuva mais forte e vento forte com rajadas», segundo o meteorologista, que admite que possa ser emitido um novo aviso meteorológico para esse dia.

Notícia atualizada