A menina de cinco anos que ficou gravemente ferida no acidente na EN 114, esta quarta-feira, acabou por morrer no Hospital Santa Maria, em Lisboa, esta quinta-feira à noite, elevando para quatro o número de mortos neste acidente, segundo o «Público».

A criança era filha do casal que faleceu no local do acidente, Maria Antónia Ascensão, jornalista de 47 anos, e o marido, de 52 anos. A outra vítima mortal era uma mulher com 83 anos que seguia no outro carro.

Entre os quatro feridos graves há uma rapariga de 13 anos, que segundo as últimas informações do hospital de Santa Maria, citadas pela Rádio Renascença, está «estável».

Os outros dois adultos feridos que viajavam na mesma viatura, uma mulher de 47 anos e um homem de 51, já foram transferidos de Évora para o hospital de Portimão, na sua área de residência.

Na viatura do casal, que regressava a casa, no Seixal, após passar a consoada no Alentejo, além da filha de cinco anos, seguia ainda uma idosa de 82 anos, que se mantém internada nos cuidados intensivos do hospital de Évora.

O acidente ocorreu na Estrada Nacional 114 entre Évora e Montemor-o-Novo, na zona de São José da Peramanca.

Um cavalo que entrou na estrada foi a causa do despiste de uma das viaturas, que foi depois bater de frente com outra.

A PSP ainda está a investigar o sucedido, tentando identificar o dono do animal.