Um incêndio deflagrou na noite de segunda-feira num bairro social da cidade de Faro, no Algarve, e causou nove desalojados, que vão pernoitar em casa de familiares, disse à Lusa o presidente da Câmara Municipal.

Rogério Bacalhau disse que os desalojados pertencem a três famílias, que viviam nas três casas térreas pré-fabricadas atingidas pelo fogo, realçando que «todas as pessoas têm casas de familiares onde pernoitar».

O fogo foi esta noite dominado por 50 operacionais, apoiados por 20 veículos, adiantou um oficial do Comando Distrital de Operações de Socorro à agência Lusa.

Rogério Bacalhau estima que as habitações, situadas no bairro social de Horta da Areia, tenham ficado destruídas. «São casas precárias, não há solução para elas», admitiu.

Rogério Bacalhau garantiu que esta terça-feira, durante o dia, as pessoas afetadas serão encaminhadas para a Segurança Social, «no sentido de se encontrar uma solução».

Afirmando que ainda se desconhecem as causas do fogo, o autarca adiantou que a situação no local «já está controlada».

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro revelou que o alerta foi dado às 21:19 e que Cerca das 0:00, incêndio estava em «fase de rescaldo», mantendo-se no local 52 operacionais, apoiados por 22 veículos.

Além dos bombeiros, estiveram no local funcionários da Cruz Vermelha, da Segurança Social e da Ação Social.