O Ministério da Saúde vai penalizar financeiramente os hospitais que receitarem mais medicamentos no próximo ano. O Governo quer controlar a despesa com os fármacos prescritos nos hospitais e vendidos nas farmácias.

Um relatório divulgado hoje pelo jornal «Correio da Manhã», prevê a penalização dos hospitais que prescreverem mais medicamentos em 2014.

Prevê ainda incentivos financeiros, caso a despesa fique abaixo da média nacional.

A Administração Central do Sistema de Saúde, o organismo financeiro do ministério, refere que a prescrição dos medicamentos em ambiente hospitalar representa 17% da despesa do serviço nacional de saúde.

Ao contrário do que acontece, nos centros de saúde, a prescrição de medicamentos nos hospitais não é controlada.