Médicos e farmácias que impeçam os doentes de aceder aos cinco medicamentos mais baratos poderão ser penalizados.

De acordo com a edição desta quinta-feira do «Diário de Notícias», o Ministério da Saúde vai avançar com sanções aos médicos que optem, muitas vezes, pelas exceções para trancar as receitas. A tutela admite, ainda, penalizar as farmácias que não tenham disponíveis os cinco medicamentos mais baratos.

Para que as sanções sejam possíveis, o Governo deve alterar legislação. O caso ainda está a ser estudado, já que no caso dos médicos ainda tem de se perceber quem os pode punir.